ABSCESSO MAMÁRIO | Sinais, Sintomas, Tratamento

Por: Dra. Alyssa Montoro Françoso | Texto Aprovado pelo Conselho Médico do MedFoco
Atualizado em 25/02/2015

publicidade

Abscesso mamário

O que é o abscesso mamário?

Coleção de pús que pode estar localizada abaixo da pele, atrás da aréola ou tecido mamário e nas estruturas atrás da mama. Pode acontecer de forma aguda (geralmente após a gestação) ou crônica. Cinco a 10 % das inflamações mamárias (mastites) durante a amamentação evoluem para abscesso.

Causas:

Pode ser causado por germes presentes na boca do recém nascido como o estreptococos ou germes presentes na pele da paciente. Estes microorganismos entram no tecido da mama principalmente por fissuras que acontecem no período de amamentação.

Fatores de Risco:

São fatores que aumentam a chance da paciente desenvolver a doença.

– Fissura mamaria (é o principal);
– Falta de higiene da mama;
– Retração do mamilo (pode ser adjuvante no processo).

Acumulo de leite na mama – no caso é uma produção de leite maior do que o recém-nascido consegue mamar. Se não for feito o esvaziamento da mama, o excesso de leite favorece o aparecimento de mastite e eventualmente o abscesso mamário.

Sinais e Sintomas:

– Sinais flogísticos na mama (mama quente, dolorosa, avermelhada e inchada);
– Febre (temperatura axilar maior que 37,5°C);
– Calafrios;
– Necrose de gânglio(íngua) da axila.

Atenção:

A imagem abaixo pode ser considerada ofensiva. Clique para visualizá-la.

Imagem: Abscesso mamário

Exames Complementares:

– Hemograma – para avaliar a evolução do processo inflamatório;
– Cultura da secreção drenada do abscesso e antibiograma (observar a quais antibióticos os germes são sensíveis);
– Ultrassonografia – ajuda a observar os abscessos que se encontram atrás da mama, de difícil localização;
– Cintilografia – pode ajudar a diferenciar o abscesso de câncer ou outras doenças.

Tratamento:

– Suspender o processo de amamentação;
– Realizar manualmente o esvaziamento das mamas;
– Drenar o conteúdo do abscesso;
– Analgésicos;
– Levantamento da mama com sutiã (ajuda na drenagem);
– Antibióticos.

Prevenção:

– Higiene da mama antes e após as mamadas;
– Retirar o excesso de leite após a mamada;
– Tratar as fissuras mamárias.

Prognóstico:

Quando se realiza o tratamento adequado a cura ocorre em alguns dias.

Fotos:

Separamos algumas fotos de ABSCESSO MAMÁRIO para que possa ter uma melhor compreensão da doença, veja em: FOTOS DE MASTITE – ABSCESSO MAMÁRIO

Home Forum ABSCESSO MAMÁRIO | Sinais, Sintomas, Tratamento

Visualizando tópico 1 (de 1 do total)
Visualizando tópico 1 (de 1 do total)



publicidades

3 Comentários para o texto: “ABSCESSO MAMÁRIO | Sinais, Sintomas, Tratamento”

  1. delvia de melo disse:

    mesmo sem nunca ter amamentado posso ter abscesso mamario to com um ja vai fazer 2 anos

  2. joilma disse:

    eu já tive mastite eu sofri muito o meu filho estava com 35 dias de nascido. eu não desejo isso para pessoa nem huma.

  3. Josinete Rodrigues Silva disse:

    Entre um dois anos, nasceu um abscesso na minha mama esquerda, já fez duas pequena cirurgia e continua crescendo na mesma mama e no mesmo local. Já mostrei ao meu medico e ele, só fala q é normal. Mas sinto muita dores nesse período. Gostaria de uma terceira opinião. obrigado.

Deixe um Comentário


+ seis = doze

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck