FRATURA DE CLAVÍCULA | Causas – Fatores de Risco – Diagnóstico – Tratamento

Fratura de clavícula

Uma fratura na clavícula é um rompimento no osso da clavícula (osso presente no esqueleto humano que liga os membros superiores ao tronco). Ele conecta o esterno (osso do peito) ao ombro.

A clavícula pode ser fraturada em três locais diferentes:

– Terço médio – a porção média da clavícula, que é o local mais comum de fratura da clavícula;
– Terço distal – a extremidade da clavícula que se liga ao ombro;
– Terço medial – a extremidade da clavícula que se liga ao esterno.

Causas:

Uma fratura da clavícula é causada por trauma no osso da clavícula. O trauma é geralmente causado por:

– Golpe direto na clavícula
– Queda sobre o braço estendido
– Recém-nascidos podem quebrar uma clavícula durante a passagem pelo canal de nascimento

Fatores de risco:

Um fator de risco é algo que aumenta a sua chance de ter um problema de saúde, uma doença ou lesão.

– Idade avançada, devido ao maior risco de queda
– Osteoporose
– Determinados problemas ósseos congênitos
– Participação em esportes de contato
– Violência

Sintomas:

Entre os sintomas estão:

– Dor, freqüentemente intensa
– Ombro arqueado, para baixo e para frente
– Incapacidade de levantar o braço por causa da dor
– Uma saliência ou deformidade visível no local da fratura
– Sensibilidade e inchaço da área afetada

Diagnóstico:

O médico lhe perguntará sobre seus sintomas, atividade física e como a lesão ocorreu. A área lesionada será examinada e radiografada.

Entre os exames estão:

– Raio X – um exame que usa radiação para obter imagens das estruturas internas do corpo, especialmente dos ossos para ver se há fratura

Tratamento:

O tratamento dependerá da gravidade da lesão. O tratamento envolve:

– Colocar as partes do osso novamente no lugar, o que às vezes pode exigir anestesia e mais raramente cirurgia
– Manter as partes juntas enquanto o osso se regenera

Suporte ou tipóia:
A maioria das fraturas da clavícula pode ser tratada com uma faixa em forma de oito, que é envolvida em torno do corpo e dos ombros, ou com o braço em uma tipóia. Isso ajuda a manter o ombro no lugar enquanto a clavícula se cura. O médico pode prescrever medicamentos para dor.
Cirurgia:
Muito raramente, pode ser necessário cirurgia para colocar o osso no lugar. O médico pode inserir pinos ou uma placa e parafusos no osso para mantê-lo no lugar enquanto se cura. Você ainda precisará usar uma tipóia ou faixa em forma de oito durante o período de cura.
Exercícios:
Quando o médico decidir que você já está pronto, inicie exercícios de fortalecimento e de movimentação do ombro. Você será encaminhado a um fisioterapeuta, que irá auxiliá-lo com esses exercícios. Não retome os esportes até que a clavícula esteja totalmente curada.
Tempo de cura:

– Uma criança pode se curar em apenas 3 ou 4 semanas.
– Um adolescente pode demorar de 6 a 8 semanas para se curar.
– Um adulto que já não está mais em fase de crescimento pode precisar de 8 a 10 semanas para se curar.

Prevenção:

Para ajudar na prevenção de fraturas da clavícula:

– Não se exponha a risco de trauma nos ossos da clavícula.
– Tenha uma dieta rica em cálcio e vitamina D.
– Fortaleça seus músculos para prevenir quedas, bem como permanecer ativo e ágil.

Dúvidas serão respondidas apenas em nosso FORUM, entre e faça sua pergunta.

 

2 Comentários para “FRATURA DE CLAVÍCULA | Causas – Fatores de Risco – Diagnóstico – Tratamento”

  1. fernanda disse:

    eu gostaria de saber o porque da tipoia ser usada com o braco pra frente no angulo de noventa graus ? e nao com o brco pra tras fazendo o mesmo angulo.
    eu gostaria de saber o porque se isso esta relacionado a algum tipo de grabvidade ou a ligamentos?obrigada

  2. thomas disse:

    quando há preferência para o uso (em que casos) da tipóia ou do oito (e vice versa)? obrigado

Deixe seu Comentário

Faça seu login para comentar clique aqui.